O mundo visto de outra maneira

O mundo visto de outra maneira

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Rochas sedimentares

Rochas sedimentares


Testemunho de uma vida passada


A crusta terrestre é constituída em quase 90% por rochas ígneas, mas 75% da superfície sólida do Mundo está coberta por camadas finas de sedimentos. Estes sedimentos depositam-se nos leitos dos oceanos, dos lagos e dos rios e são compactados ao longo de milhões de anos, formando rochas sedimentares.

Existem 3 tipos de rochas sedimentares: clástica; orgânica e química. Muitas rochas sedimentares formam-se a partir de fragmentos, ou sedimentos, depositados no leito oceânico. Os sedimentos também podem acumular-se em terras, em praias, moreias glaciares, areias do deserto, depósitos fluviais, entre outros. Cada ambiente sedimentar dá origem a um determinado tipo de rochas, e rochas diferentes depositadas ao mesmo tempo em lugares diferentes são conhecidas por fáceis. As rochas sedimentares podem conter fósseis que ajudam os geólogos a datá-las.


Exemplo de rochas de sedimentares:

O lutito: é uma rocha macia de grão muito fino.
O arenito: forma-se pela aglutinação de grão de areia.
A argila: tem o grão fino e quando molhada torna-se maleável.
O tufo calcário: é um depósito de calcite formado á volta de uma nascente.
Os conglomerados: contêm calhaus arredondados e seixos.
O grauvaque: é uma rocha de grão médio formado por sedimentos depositados no leito oceânico.
O xisto argiloso: é formado por partículas de argila endurecidas.
O calcário: tem como principal ingrediente a calcite (carbonato de cálcio).
O cré: é uma forma muito branca e pura de calcário, de textura pulverulenta.
A brecha: é composta por fragmentos erodidos por outra rocha.
O grés: é constituído, em grande parte, por fragmentos de granito.
O evaporito: forma-se a partir dos sedimentos que ficam quando a água salgada se evapora.
A vasa calcária: é constituída por grãos de lama de calcite endurecida.
O calcário: formou-se há cerca de 360 milhões de anos.



Formação das rochas sedimentares


A formação das rochas sedimentares ocorre na superfície da terra, através de transformação dos sedimentos acumulados no fundo das águas marinhas e dos lagos. A actividade dos seres vivos desempenha um papel importante na formação de um grande número delas (*). Normalmente as rochas sedimentares entram em interacção com a hidrosfera, a atmosfera e a biosfera.



Após a subida á superfície de rochas originadas á profundidade, por exemplo durante a formação de cadeias montanhosas e antes da sua subducção, este processo leva a formação de rochas sedimentares.

(*) Nem todas as rochas sedimentares resultam da actividade de seres vivos. Por exemplo, a denominadas “rochas terrígenas”, resultam da sedimentação de aluviões e de sedimentos, formados pela acumulação de detritos de rochas, arrancados e transformados pela erosão e depois transportados pelos cursos de água.

Existem duas fases para a génese das rochas sedimentares:

(1) Sedimentogénese;

(2) Diagénese.



(1) Sedimentogénese: (formação de sedimentos)

Compreende os processos que intervêm desde a elaboração dos materiais que vão constituir as rochas sedimentares até á deposição desses materiais. Esses constituintes são de três categorias:


Sedimentos clásticas/ detríticas: rochas sedimentares clásticas.

Ex: Conglomerados, arenitos, siltitos e argilitos.

Sedimentos químicos: rochas sedimentares químicas.

Ex: Sal-gema, Carbonatos (Calcário e calcite).

Sedimentos orgânicos: rochas de origem biológica.

Ex. Carvão


Etapas da formação das rochas sedimentares:



A formação das rochas é através dos processos na imagem acima, nesta imagem podemos observar que para a formação de uma rocha sedimentar, estas precisas de passar por “etapas” ate a sua formação. Inicialmente temos uma rocha metamórfica que vai sofrer meteorização, existem dois tipos de meteorização:
             Meteorização física: que é a degradação da rocha através de efeitos erosivos (chuva, vento, neve), por crioclastia (efeito do gelo), variação da temperatura, crescimento de cristais, actividade de seres vivos, termoclastia (dilatação e contracção da rocha e esfoliação.
             Meteorização química: que é a degradação da rocha através da água (reacção de hidrolise e dissolução) e pelo oxigénio (reacção de oxidação)
Depois da degradação da rocha metamórfica esta vai ter de passar pelo processo erosão este processo vai, remover os materiais resultantes de meteorização, quer por acção de gravidade, quer por água ou vento. Em seguida os materiais vão ser transportados para outros locais através do processo transporte, durante este processo os materiais sofrem sucessivas alterações até ao local onde estes materiais se vão depositar, por deposição sofrendo diagénese.


(2) Diagénese: (conduz à formação das rochas)

Este processo transforma sedimentos soltos em rochas. Os sedimentos moles são transformados em rochas duras ao longo de milhões de anos, quando se encontram perto da superfície e sofrem pressões e temperaturas relativamente baixas (ao contrario do metamorfismo). Isto acontece se os sedimentos forem enterrados sob outras camadas de sedimentos e vão endurecendo por compactação e cimentação. A limitação é como a diagénese, implicando a cimentação mas não necessariamente o enterramento ou a compactação.

Compactação: (compreensão lenta dos sedimentos até formarem rocha dura). Quando os sedimentos se acumulam uns em cima dos outros, são gradualmente comprimidos. O modo exacto como isto acontece depende do tipo de sedimentos. A lama pode ser compactada até ter apenas um décimo da sua espessura original, quando se transforma em xisto argiloso, ao passo que a areia é muito pouco comprimida quando se transforma em arenito. Os sedimentos contêm frequentemente muita água, mas esta é gradualmente expelida durante a compactação.

Cimentação: (é a junção de sedimentos compactados). Quando os sedimentos são compactados, a matriz de sedimento fino e argila amalgama-se e ajuda a ligar as partículas maiores uma às outras. Os sedimentos são também cimentados por produtos químicos deixados pela água existente nos sedimentos originais. Os cimentos mais vulgares são a calcite, a sílica (que dá origem a uma rocha muito dura) e compostos de ferro (que dão origem a rocha cor de ferrugem). É a consistência do cimento que controla a dureza da rocha.



Curiosidades…



 Os sedimentos das grandes profundidades oceânicas não contêm qualquer calcário. Com efeito, aos 4200m este dissolve-se totalmente. O esqueleto de uma alga de plâncton não tem assim qualquer possibilidade de ser conservado durante a sua descida para as planícies marinhas. Em contrapartida, os testes de sílica realizados às espécies planctónicas revelam sedimentação nestes fundos. Os geólogos conseguem diferenciar as rochas sedimentares: Os geólogos conseguem diferenciar as rochas sedimentares: as que contêm fosseis silenciosos provêm de uma sedimentação a grande profundidade; as que contêm fósseis calcários derivam de profundidades menores.

Números…



 As rochas sedimentares cobrem mais de 65% da superfície da terra.
 As rochas sedimentares que resultam da acumulação dos mais pequenos esqueletos de organismos marinhos são o calcário: o seu tamanho não chega a atingir os 67 micrómetros.
 Os carvões contêm 85% de matéria orgânica, as rochas carbonatadas ou siliciosas apenas contêm 0.5%.

--------------------------------------------------------------X----------------------------------------------------------

Reflexão:

Neste pequeno e resumido trabalho sobre as rochas sedimentares, podemos ter um conhecimento sobre todo o que diz respeito a estas rochas. Aqui contém diversas informações tiradas de varios livros e até do cadernos da aula. Ao ler este trabalho não vai encontrar ninhuma informação tirada da net a não ser as imagens... Esperamos fiquem satisfeitos com o que encontrarem aqui e que lhes tirem todas as duvidas a cerca desta parte da matéria. No fim deste trabalho têm algumas curiosidades a cerca destas rochas.



Bibliografia:

http://www.cprm.gov.br/publique/media/ciclo_rochas.jpg
http://rusoares65.pbworks.com/f/esquema%20ciclo%20das%20rochas.jpg
http://www.netxplica.com/manual.virtual/exercicios/imagem/rochas.sedimentares.formacao.png

  • livros:
Dicionario escolar da Terra; Farndon, Jonh; edição 4165; circulo de leitores; 1996.
O planeta Terra; Bourdial, Isabelle; edição 5629; circulos leitores; 2004
Enciclopedia ilustrada da familia; Parsons, Jayne; edição 4855; circulo leitores; 2002
Terra, Universo de vida, 2ª parte; Félix, José Mario; Baldaia, Luduvina, edição 1, porto editora; 2009
Geologia 10; Dias, A. Guerner; Guimaraes, Paula; Rocha, paula; edição 1; areal editores; 2008
    

Sem comentários:

Enviar um comentário

fotos

Loading...