O mundo visto de outra maneira

O mundo visto de outra maneira

quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

A Funária

A Funária



  •  A Funária, pertence a uma espécie monóico, isto é, os gâmetas masculinos e os gâmetas femininos são produzidos no mesmo individuo. Na época da reprodução da funária, nos caulóides diferenciam-se órgãos reprodutores, os gametângios, anterídeos e arquegónio que originam gâmetas.


  • Na extremidade de um caulóide principal formam-se gametângios pluricelulares masculinos, os anterídios, rodeados por uma roseta de filóides. Os anterídios apresentam forma ovóide, constituindo-se no seu interior gâmetas masculinos, os anterozóides, cada um munido de dois flagelos.


  • Na extremidade de uma ramificação lateral do caulóide, rodeados por uma roseta de filóides, diferenciam-se gametângios pluricelulares femininos, os arquegónios.


  • Em cada arquegónio forma-se um gâmeta feminino, a oosfera. Um arquegónio tem tipicamente a forma de uma garrafa, possuindo uma região dilatada, o ventre, onde se encontra a oosfera.


  • Entre os gametângios, quer masculinos quer femininos, observam-se filamentos estéreis, as paráfises, que desempenham um papel importante na retenção da água.


  • No interior da cápsula as células-mãe de esporos por meiose (meiose pré-espórica) originam células reprodutoras, os esporos, que são morfologicamente idênticos. A funária é uma planta isospórica.


  • Os esporos Protonema é um corpo filamentoso verde, ramificado e com vida independente. A fase do ciclo que se inicia com os esporos e termina com a fecundação é bem diferenciada e constitui a geração gametófita. A estrutura mais diferenciada da geração gametófita é designada por gametófito e corresponde á planta adulta. O gametófito é autotrófico e tem vida autónoma.


  • A estrutura mais diferenciada da geração esporófita é o esporófito, que neste ciclo corresponde ao esporogónio.


  • O esporófito, menos diferenciado que o gametófito, vive sobre este e depende sob o ponto de vista trófico.


        A funária é um ser haplodiplonte.




BIBLIOGRAFIA:

Terra, Universo de vida; 1ª Parte; 12º ano; da Silva, Amparo Dias; Gramaxo, Fernanda; Santos, Maria Ermelinda; Mesquita, Almira Fernandes; Baldaia, Ludovina; Biologia; Porto Editora; 2004 Portugal.
http://www.google.pt/  -  Imagens da Funária
                                                     Imagens do ciclo de vida da funária


Sem comentários:

Enviar um comentário

fotos

Loading...